O DIREITO E AS FORMAS DE INTEGRAÇÃO SOCIAL DESDE A TEORIA DO DISCURSO DE J. HABERMAS: PEQUENO ESTUDO DO CAPÍTULO I DE FACTICIDADE E VALIDADE

  • Alexandre Gustavo Melo Franco de Moraes Bahia Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.

Resumo

Resumo: procuramos reconstruir o Capítulo I do livro de Jürgen Habermas: Faticidade e Validade, no qual o autor mostra como o Direito, na Modernidade, se torna “a” forma democrática de integração social. Dessa forma os supostos de integração face do face da Filosofia da Linguagem podem, através do Direito, alcançar formas anônimas de formação da opinião e da vontade públicas.

Palavras-chave: Habermas, Facticidade e Validade, Direito, Integração Social, Democracia.

Referências

Referências Bibliográficas:

CARVALHO NETTO, Menelick de. “Requisitos Pragmáticos da Interpretação Jurídica sob o Paradigma do Estado Democrático de Direito”. Revista de Direito Comparado, Belo Horizonte, vol. 3, 2000, pp. 473-486.

———. “A Revisão Constitucional e a Cidadania: a legitimidade do poder constituinte que deu origem à constituição da república federativa de 1988 e as potencialidades do poder revisional nela previsto”. Revista do Ministério Público do Estado do Maranhão, São Luís, n. 9, jan./dez. 2002, pp. 37-61.

CATTONI DE OLIVEIRA, Marcelo de Andrade. “Devido Processo Legislativo: uma justificação democrática do controle jurisdicional de constitucionalidade das leis e do processo legislativo”. Belo Horizonte: Mandamentos, 2000.

———. “Direito Constitucional”. Belo Horizonte: Mandamentos, 2002.

FARIA, José Eduardo de. “Poder e Legitimidade: uma introdução à política do direito”. São Paulo: Perspectiva, 1978.

HABERMAS, Jürgen. “Consciência Moral e Agir Comunicativo”. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

———. “Pensamiento Postmetafísico”. Madrid: Taurus, 1990a.

———. “Soberania Popular como Procedimento: um conceito normativo de espaço público”. Revista Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, n. 26, março 1990b, pp. 100-113.

———. “Qué Significa Pragmática Universal?”. In: Teoría de la Acción Comunicativa: complementos y estudios previos. Madrid: Cátedra, 1994, pp. 299-368.

———. “Facticidad y Validez: sobre el derecho y el estado democrático de derecho en términos de teoría del discurso". Madrid: Trotta, 1998.

———. “Remarks on Erhard Denninger’s Triad of Diversity, Security, and Solidarity”. Constellations, Oxford, vol. 7., n. 4, 2000, pp. 522-528.

———. “A Constelação Pós-Nacional: ensaios políticos”. São Paulo: Littera Mundi, 2001.

———. “Verdad y Justificación: ensayos filosóficos”. Madrid: Trotta, 2002.

OLIVEIRA, Manfredo Araújo. “A Crise da Racionalidade Moderna: uma crise de esperança”. Revista Síntese (nova fase), Belo Horizonte, n. 45, 1989, pp. 13-33.

———. “A Linguagem e a Problemática da Fundamentação: I - a questão da Fundamentação na tradição e a reviravolta lingüístico-pragmática do pensar”. Revista Síntese (nova fase), Belo Horizonte, n. 63, 1993, pp. 745-768.

SALCEDO REPOLÊS, María Fernanda. “Habermas e a Desobediência Civil”. Belo Horizonte: Mandamentos, 2003.

SILVA FILHO, Waldomiro José da. “Discursos da Ação: Primeiras notas para uma investigação sobre ‘enunciação’ e ‘significação’ no pragmatismo”. Disponível em <http://www.facom.ufba.br/sentido/wal.html>. Último acesso 18/08/2003.

Publicado
2017-10-13
Como Citar
BAHIA, A. G. O DIREITO E AS FORMAS DE INTEGRAÇÃO SOCIAL DESDE A TEORIA DO DISCURSO DE J. HABERMAS: PEQUENO ESTUDO DO CAPÍTULO I DE FACTICIDADE E VALIDADE. Revista de Direito da Faculdade Guanambi, v. 4, n. 01, p. 42-62, 13 out. 2017.
Seção
Artigos