AS MEDIDAS CAUTELARES E A AUDIÊNCIA DE APRESENTAÇÃO (AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA) NO PROCESSO PENAL

ENFRENTAMENTOS A PARTIR DA TEORIA DO PROCESSO CONSTITUCIONAL

  • Igor Alves Noberto Soares Faculdades Unificadas de Teófilo Otoni (FUTO), Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Teófilo Otoni, MG, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3614-4746

Resumo

Este artigo discorrerá sobre as medidas cautelares no Processo Penal, a partir de sua compreensão alocada no bojo da Teoria do Processo Constitucional, da qual se pressupõe um estudo sistemático sobre a conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva. Nesse sentido, com fundamento nas garantias constitucionais notabilizadas pela presunção de inocência e, ainda, na perquirição da real necessidade da decisão cautelar pela realização da audiência de apresentação do autuado, é esperado real esforço para reduzir a política do cárcere introduzida no Brasil, a partir de um movimento internacional.

Biografia do Autor

Igor Alves Noberto Soares, Faculdades Unificadas de Teófilo Otoni (FUTO), Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Teófilo Otoni, MG, Brasil.

Mestre em Direito Processual pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Bolsista CAPES). Bacharel em Direito pela Faculdade Mineira de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Bolsista ProUni - Governo Federal). Advogado militante, inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Minas Gerais. Membro Colaborador da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Minas Gerais. Membro do Instituto de Ciências Penais (ICP), do Instituto Brasileiro de Direito Processual Penal (IBRASPP) e da Pastoral Carcerária da Igreja Católica Apostólica Romana. Atuou como Presidente do Colegiado do Núcleo Acadêmico de Pesquisa (NAP/PUC Minas), durante a Gestão 2012/2013, e coordenou projetos de iniciação científica nas seguintes linhas: Processo Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal. Exerceu representação estudantil junto ao Diretório Acadêmico de Direito Milton Soares Campos. Tem experiência na área do Direito, com ênfase em Direito Processual, e realiza estudos sobre os seguintes temas: Estado Democrático de Direito, Processo Constitucional, Direito Processual Penal, sistemas de apreciação da prova, Tribunal do Júri e Teoria dos Direitos e Garantias Fundamentais. Atualmente exerce a carreira docente e atua como Professor de Ensino Superior, Coordenador do Curso de Direito e Membro do Núcleo Docente Estruturante nas Faculdades Unificadas de Teófilo Otoni (Rede de Ensino Doctum).

Referências

BARACHO, José Alfredo de Oliveira. Teoria geral do processo constitucional. Revista da Faculdade Mineira de Direito, v. 2, ns. 3 e 4, p.89-154. Belo Horizonte, 1º e 2º sem. 1999.

BARROS, Flaviane de Magalhães. MACHADO, Felipe Daniel Amorim. Prisão e medidas cautelares: nova reforma do Processo Penal - Lei n. 12.403/2011. Belo Horizonte: Del Rey, 2011.

BRASIL. Decreto Lei nº. 3.869, de 03 de outubro de 1941. Código de Processo Penal. Diário Oficial da União. Brasília, 04 de outubro de 1941.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União. Brasília, 05 de outubro de 1988.

BRASIL, Ministério da Justiça. Levantamento Anual de Informações Penitenciárias – junho de 2016. Disponível em <http://justica.gov.br/noticias/ha-726-712-pessoas-presas-no-brasil/relatorio_2016_junho.pdf>. Acesso em: 8 dez. 2017.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº. 5240, ajuizada pela Associação dos Delegados de Polícia do Brasil, sobre a legalidade da audiência de custódia. Relatoria do Ministro Luiz Fux, Tribunal Pleno, julgado em 20 de agosto de 2015. Divulgado em 29 de janeiro de 2016 e publicado em 01 de fevereiro de 2016.

BRÊTAS, Ronaldo de Carvalho Dias. Processo Constitucional e Estado Democrático de Direito. 3ª ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2015.

CASTELO BRANCO, Tales. Da prisão em flagrante. 5ª ed. São Paulo: Saraiva, 2001.

CHOUKR, Fauzi Hassan. Medidas cautelares e prisão processual. Rio de Janeiro: Forense, 2011.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. Relatório sobre o uso da prisão preventiva nas Américas: Introdução e recomendações. Disponível em <http://www.oas.org/pt/cidh/ppl/pdfs/Relatorio-PP-2013-pt.pdf>. Acesso em: 10 jan. 2018.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Dados sobre a Audiência de apresentação e sua implementação no Brasil. Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/sistema-carcerario-e-execucao-penal/audiencia-de-custodia>. Acesso em: 25 jan. 2018.

COUTINHO, Jacinto Nelson de Miranda. A lide e o conteúdo do Processo Penal. Curitiba: Juruá, 1998.

KATO, Maria Ignez Lanzellotti Baldez, A (Des)Razão da Prisão Provisória. Rio de Janeiro: Lumen júris: 2005.

LEAL, Rosemiro Pereira. Teoria Geral do Processo – Primeiros Estudos. 12ª ed. Rio de Janeiro: Editora Forense, 2014.

LOPES JÚNIOR, Aury. Direito Processual Penal. 11ª ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

MARQUES, Leonardo Augusto Marinho. A reforma e o monitoramento das alterações no Código de Processo Penal sobre prisões e medidas cautelares – Lei n. 12.403/2011. 2014. 39p. Projeto de Pesquisa – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Faculdade Mineira de Direito.

NUCCI, Guilherme de Souza. Prisão e Liberdade. 4ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

OLIVEIRA, Eugênio Pacelli de. Curso de Processo Penal. 21ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2017.

PRUDENTE, Neemias Moretti. Lições preliminares acerca da audiência de apresentação no Brasil. Revista Síntese de Direito Penal e Processual Penal. São Paulo/SP, v. 16, nº. 93, p. 9-31, agosto de 2015.

SÃO PAULO. Defensoria Pública. Estudo de Direito Comparado para subsidiar o PLS nº. 554/2011. Disponível em <http://www. defensoria.sp.gov.br/dpesp/repositorio/31/ documentos/direito%20comparado%20%20prazo%20para%20apresenta%C3%A7%C3%A3o%20do%20preso%20em%20ju%C3%ADzo.pdf>. Acesso em: 11 jan. 2018.

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1998.

SILVA, Ovídio A. Baptista. Do Processo Cautelar. 3ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2001.

TAVARES, Fernando Horta; MATTOS, Bruno Ferreira Bini de; CASAGRANDE, Érico Vinícius Prado; ASSIS, Zamira de. Urgência de tutelas: por uma teoria da efetividade do processo adequada ao Estado de Direito Democrático. Revista da Faculdade Mineira de Direito, Belo Horizonte, v. 11, nº. 21, p. 145-162, jan. 2008.

THEODORO JÚNIOR, Humberto; NUNES, Dierle; BAHIA, Alexandre Melo Franco; PEDRON, Flávio Quinaud. Novo CPC: Fundamentos e Sistematização. 3ª edição. Editora Forense. Rio de Janeiro, 2016.

ZAVASCKI, Teori Albino. Antecipação da Tutela. São Paulo: Saraiva, 1997.

Publicado
2018-07-31
Como Citar
SOARES, I. AS MEDIDAS CAUTELARES E A AUDIÊNCIA DE APRESENTAÇÃO (AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA) NO PROCESSO PENAL. Revista de Direito da Faculdade Guanambi, v. 5, n. 01, p. 174-200, 31 jul. 2018.
Seção
Artigos