EFEITO DA COCÇÃO SOBRE A REDUÇÃO DE POTÁSSIO NO QUIABO (ABELMOSCHUS ESCULENTOS) CONSUMIDO NA REGIÃO SUDOESTE DO ESTADO DA BAHIA

Denis Harley Nunes Lima

Resumo


O quiabo é um alimento bastante consumido no Brasil, principalmente na região nordeste. Este fruto é classificado como alimento fonte de potássio (K), pois chega a possuir 303 mg/100g do fruto e, portanto, sua prescrição deve seguir de alguma técnica de redução pata pacientes com hiperpotassemia, como nos casos em estágios avançados da Doença Renal Crônica. Este trabalho tem como objetivo avaliar a concentração de K, antes e depois da cocção do quiabo com o desprezo da água de cocção, observando a efetividade no processo para a redução dos níveis do mineral. Complementarmente investigou-se o teor dos seguintes minerais: Mg, P, Ca, Na, Zn, Fe e Mn. Depois de selecionadas e mineralizadas, as amostras foram lidas em um Especttômetto de Emissão Óptica em plasma de argônio com acoplamento indutivamente induzido (ICPOES). Aos resultados obtidos foram aplicadas a Análise por Componentes Principais e a Análise de Agrupamento Hierárquico, que demonstraram que o método é efetivo em cumprir seu papel de redução do potássio (diminuindo em 75%). A avaliação complementar foi importante porque não se mostrou efetiva na redução de alguns minerais, sobretudo os que já estão em baixas concentrações, como é o caso do Fe, do Zn e do Mn. Mostram também que não é necessário a 2• cocção, pois não há diferenças significativas entte as amostras de 1 • e 2• cocção, sendo que esta poderia ser evitada, uma vez que altera as características organolépticas do produto, o que pode prejudicar a apresentação e aceitação do alimento por parte do paciente.


Referências


SOUSA, Rafael A. de; NETO, Waldomiro B.; POPPI, Ronei J.; et

a1 Classificação de água de coco processada e natural por meio

de HCA, PCA e teores de íons metálicos determinados por ICP

OES. Quím. Nova, v: 29, n.4, p. 654-656,2006.

SOUTHGATE, D. A. T. Trace elements: databases and food

composition compilations. Food Chemistry, v: 43, p. 289-293,

USDA. United States Department of Agriculture, Agricultura!

Research Service. USDA National Nutrient Database for

Standard Reference, Release 24. Washington, DC: Nutrient

DataLaboratory, 2011. Disponível em: < http:/ /www.ars.

usda.gov / main/ site_main.htm?modecode=12-35-45-00>.

Acesso em 18deNovembrode2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.