PERCEPÇÃO DOS PACIENTES EM RELAÇÃO ÀS FARMÁCIAS COMUNITÁRIAS DE UMA CIDADE DO SEMIÁRIDO BAIANO

Gabriella Fernandes Magalhães

Resumo


As farmácias comunitárias são locais essências pata busca de atendimento e provável porta de entrada de pacientes no sistema de saúde.
Em 2014 foi sancionada a lei 13.021 que transforma a Farmácia e drogarias como estabelecimento de assistência a saúde e impõe a presença
permanente do farmacêutico nas farmácias. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção dos pacientes em relação à farmácia comunitária de uma
cidade na Região Sudoeste da Bahia. Foi realizado um estudo descritivo de campo, através de entrevista baseada em um questionário. A coleta de
dados aconteceu nas farmácias do munidpio que aceitaram participar do estudo. Um banco de dados foi criado no Microsoft Excel versão 2007 e os
resultados foram analisados através da estatística descritiva. Foram entrevistados 392 usuários, onde 43,3%, dos entrevistados consideram a
farmácia comunitária como um estabelecimento que visa apenas o lucro financeiro e que a presença do farmacêutico na farmácia é muito
importante, no entanto a minoria consegue identificar o farmacêutico quando este está presente. Grande parte dos pacientes concordou que o
farmacêutico comunitário pode aconselhá-los sobre o tratamento de doenças menores. Os resultados obtidos demonstram que o público tem uma
má compreensão do papel da farmácia comunitária e do farmacêutico no acompanhamento da terapia medicamentosa e demonstra a dificuldade de
identificação do profissional farmacêutico na farmácia comunitária por parte dos usuários.


Referências


FARINA, S. S.; ROMANO-LIEBER. N. S.R. Atenção

farmacêutica em farmácias e drogarias: existe um processo de

mudanças? Revista Saúde Soe. São Paulo, v.18, n.1, p. 7-18, 2009.

GALA TO, D.; ALANO. G. M.; TRAUTHMAN, S. C.; VIEIRA,

A. C. A dispensação de medicamentos: uma reflexão sobre o

processo para prevenção, identificação e resolução de problemas

relacionados à farmacoterapia. Revista Brasileira de Ciências

Farmacêuticas. v. 44, n.3, p. 466-4 7 5, 2008.

GALATO, D.; ANGENOLI, L. A. Farmácia como

estabelecimento de saúde sob o ponto de vista dos usuários de

medicamentos. Ver. Bras. Farm. v. 90, n.1, p.14 - 18, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.